Como estruturar um plano de Governança de Dados? Estudo de caso da GE

Data Governance Flow Chart

 

Neste artigo, apresentamos dicas para estruturar um bom plano de governança de dados e em seguida, descrevemos um breve estudo de caso da GE Aviation.

 

Estruturação de um plano de Governança de Dados

 

Em textos anteriores, abordamos os principais itens de um programa de governança de dados. Após especificar padrões, políticas, procedimentos e responsabilidades referentes à propriedade e atividades relacionadas com dados, você precisa reunir tudo o que planejou em um plano de negócios final, pronto para apresentar aos seus stakeholders. Uma boa estrutura para isso é algo como: 

 

 Sumário executivo. Descreva as forças do mercado que determinam a necessidade da organização para uma iniciativa de dados confiáveis. Resuma o valor potencial para o negócio e apresente a iniciativa que você propõe para ajudar a desbloqueá-lo.

 

Principais casos de uso. Descreva os processos de negócios reais que sua iniciativa afetará e os benefícios tangíveis que você espera ver. Foque em vitórias realistas de alto valor e que, principalmente, podem ser medidas para mostrar o impacto de dados confiáveis.

 

Conclusões qualitativas e citações de entrevistas. Aqui é onde você apresenta as descobertas encontradas nas entrevistas com as partes interessadas e outras evidências qualitativas (citações de frases das entrevistas) que darão autenticidade ao seu caso de negócio.

 

Quantificação do valor comercial. Inclua dados que mostrem o estado atual da área escolhida e em seguida apresente o estado futuro projetado. Avalie a diferença de forma transparente e crível, antes de ilustrar como suas projeções afetarão positivamente os fluxos de caixa.

 

Solução proposta. Junte tudo o que aprendeu e todas as evidências que reuniu para informar o seu roteiro e descreva detalhadamente como sua proposta cumprirá as promessas feitas em seu resumo executivo. Esse é o lugar onde as lições aprendidas por empresas como a GE Aviation podem ser citadas. Relacione sua solução proposta com os itens da sua lista de verificação. Também é útil incluir um plano de implantação para sua iniciativa, informando o valor versus o custo (considerando a complexidade dos requisitos e dos riscos associados).

 

Pesquisa de analistas. Sempre que possível, procure conhecimentos de autoridades externas, que apoiam o seu pensamento. Procure pesquisas existentes.

 

 

 Estudo de caso: GE Aviation  

 

A visão

 

A indústria aérea opera com margens apertadas e pequenas melhorias podem ter implicações de lucro enormes. Quer se trate de reduzir minutos de tempos de voos ou aperfeiçoar o desempenho do motor e a eficiência de uso do combustível, há alternativas que melhoram a experiência do cliente e resultam em redução de custos fixos e variáveis. Para colocar em perspectiva, uma economia de combustível de um por cento (1%) poderia se traduzir em US $ 30 bilhões de economia para a indústria ao longo de 15 anos.

 

A GE Aviation está empenhada em encontrar novas formas de aperfeiçoar suas operações e alcançar melhorias de desempenho que beneficiem toda a indústria da aviação. Uma das armas mais poderosas em seu arsenal são os dados que fluem através da empresa - dos motores no céu para os centros de controle no chão e através de toda a operação.

 

 

O desafio

 

A GE e a CFM International Jet Engines, sua empresa parceira, têm 41.000 motores em operação em todo o mundo. Isso é um monte de ativos criando uma grande quantidade de dados. Quando esses ativos são projetados para se movimentar, torna ainda mais difícil criar um conjunto de dados abrangente.

 

Os fatores mais importantes que complicaram os esforços de gerenciamento de dados da GE Aviation foram o alto volume de ativos que geram dados, as centenas de aplicativos que os dados movimentavam através de chaves de dados legadas e a necessidade de agregação manual.

 

Neste contexto, a GE Aviation concentrou-se em uma série de necessidades e iniciativas chaves:

 

• Aperfeiçoar o gerenciamento da relação entre as entidades e combinar e mesclar (dados sobre ativos, clientes, contratos) em sistemas muito diferentes.

• Melhorar a eficácia da tomada de decisão para otimizar a ligação entre os dados de desempenho do motor e acompanhar os dados ao longo do ciclo de vida do motor.

• Racionalizar o número total de aplicações para 100 até o ano 2020.

 

 

A solução

 

A GE Aviation começou a criar um sistema que conecta todos os dados mestres relativos a toda a frota:

 

• Fornecendo uma visão única dos dados nos três domínios chaves: clientes, contratos e ativos.

• Padronizando os dados e fluxos.

• Alinhando dados herdados de sistemas legados através de referências cruzadas.

• Capturando eventos de negócios que afetam os relacionamentos de dados.

• Racionalizando quaisquer conflitos que apareçam.

 

 

Lições aprendidas: uma lista de verificação de dados confiáveis

 

Segundo Barbara Kruetzkamp, líder de gerenciamento de dados mestres da GE Aviation, as lições aprendidas durante essa transformação e as dicas que ela dá a qualquer pessoa que embarcasse em sua jornada para dados confiáveis são:

 

  • O valor é conseguido não apenas por dominar os dados em si (o que é importante). Ele está na gestão da relação entre essas entidades.
  • Encontre um lugar onde você pode fazer uma diferença real para o negócio, mas não se esqueça de ser realista. Olhe para quais departamentos e quais aplicativos usados por eles estão prontos para a otimização e encontre os líderes que estão dispostos a assumir a oportunidade.
  • Trabalhe para obter os dados limpos. Os dados são frequentemente o maior desafio quando esses projetos começam, por isso é importante examinar a sua saúde em forma bruta em todos os sistemas. Limpar os dados primeiro torna mais fácil passar pela implementação técnica.
  • Alinhe-se com uma iniciativa planejada ou existente, como uma solução analítica no lado da TI, um novo sistema ERP ou uma iniciativa de negócios.
  • Não deixe as palavras da alta administração pressionarem você: alguma personalização é necessária para praticamente todos os programas de gerenciamento de dados complexos. É um processo de construção de regras em cima de um produto sólido, não para reconstruí-lo.
  • Atribua propriedades e responsabilidades antes de iniciar a iniciativa de dados confiáveis.
  • Tenha gerentes estratégicos de dados (data stewards) em ambos os lados (TI e áreas de negócio), mas não sufoque seu esforço para a qualidade dos dados sobrecarregando a ação com muitas políticas e procedimentos de governança e stewardship da informação. Mantenha-o simples, tome decisões lógicas e reconheça que os Dados Mestres são uma área cinzenta. Uma governança rígida prejudica o progresso do projeto.
  • É essencial ter pessoas com experiência em processos de negócios, até mais do que experiência técnica. Você pode ensinar as pessoas a usarem ferramentas para melhorar os dados, mas você precisa de pessoas que entendem o impacto de fazer a mudança.
  • Divulgue suas ações! Sempre comece com os dados e direcione a mensagem de valor antes que alguém se conecte com as novas ferramentas ou práticas que você está propondo para ajudar a unir os pontos em toda a sua empresa.

 

A GE lançou em 21 de fevereiro de 2016 a Predix, sua plataforma como um serviço (PaaS), para conectar máquinas, capturar medições e desenvolver software para análise de dados. O Predix usa algoritmos para fazer projeções sobre o desempenho futuro das máquinas. Seus insights podem evitar interrupções não planejadas e otimizar a manutenção, resultando em economias significativas. Na GE Aviation, os dados mestres associarão a análise de dados de máquinas com os dados da empresa, fornecendo perfis de ativos, históricos de serviços de ativos e dados de clientes.

 

Fonte: Informatica, How to Get C-Level Buy-In for Your Trusted Data Initiatives: A Step-by-Step Guide to Planning a Trusted Data Strategy and Winning Sponsorship. Redwood City, 2016.

 

 

Conclusão

 

Escolher uma ferramenta de governança de dados é um processo multidimensional, pois não existe atalho simples para encaixar as necessidades às funcionalidades. Somente depois que você entender como a solução será usada e o valor que você deseja extrair dela é que você pode examinar as várias categorias de ferramentas que podem atender a essas necessidades.

 

Os desafios para estruturação e execução de seu projeto podem ser superados com o acompanhamento de uma consultoria experiente, para desenvolver uma estratégia e um planejamento adequados, que oriente tanto as decisões referentes às soluções técnicas e conceituais, visando atender as necessidades corporativas, com o melhor retorno sobre o investimento. Consulte-nos.

 

Baixe nossos eBooks gratuitos:

Clique nas imagens para baixar

 

eBook: A evolução do Business Intelligence para o Business Analytics"

eBook 2: Tipos de gráficos para Business Analytics 

eBook 3: Entendendo o Master Data Management

eBook 4: Governança de dados